Apresentação do Projecto EDEA

Objetivos Proyecto EDEAA degradação do meio ambiente, e específicamente as mudanças climáticas, faz com que a sociedade e todos os sectores produtivos e económicos que a produzem, reestruturem profundamente os modelos de produção e consumo.

Na União Europeia, a construção de edifícios equivale a 40% dos materiais, produz o 40% dos resíduos e consume o 40% da energía primária.Estes dados apresentam-nos um sector que influi muito nas áreas económicas, ecológicas e sociais; por outras palavras, é um sector insustentável.

A importância do sector da construção dá-nos a ideia da necessidade de realizar uma mudança na maneira de fazer design, de construir, manter, renovar e demolir os edifícios e os seus arredores, que permitam estabelecer uma situação de melhora nas questões ambientais, económicas e sociais das aldeias e cidades e também na qualidade de vida dos cidadãos. Isto é, deve encaminhar-se para um modelo de construção sustentável.

É por isso que o Departamento de Fomento sente a necessidade de desenvolver uma metodologia de design e construção de habitações sociais na Extremadura de maneira a conseguirem vivendas sob critérios sustentáveis, com um melhor uso energético e novas energías renováveis, além de garantir uma melhora da qualidade na edificação.

A concretização desta idea será através da construção de duas habitações unifamiliares isoladas, correspondendo à tipologia do plano de vivenda chamado “Vivienda del Plan Especial”.

O “Plan Especial de Viviendas” desenvolvido pela Junta de Extremadura tem como objectivo a construção de vivendas em toda a região da Extremadura que ofereçam o acesso a grupos sociais de baixa renda. Este Plano desenvolver-se-á com a construção de diferentes tipologias de casas.

Plantas de los domestradores.

Estas duas habitações unifamiliares isoladas, terão a mesma orientação e a mesma estrutura e, por conseguinte, estarão submetidas às mesmas condições climatéricas. A primeira delas estará construída de maneira que a secção construtiva coincida com a que está a ser construída na actualidade na Extremadura para habitações do plano “Plan Especial” de 80 m². Este tipo de habitação será chamada de “Vivienda Patrón” (“Habitação Modelo”). No segundo tipo de habitação, chamada de “Vivienda Experimental” (“Habitação Experimental”), serão testadas as diferentes medidas de sustentabilidade e energias renováveis. Ambas as duas garantirão o cumprimento total do CTE (Código Técnico da Edificação).

A relação de desenvolviemento entre “Vivienda Experiemental” e “Vivienda Patrón” permitir-nos-á obter dados comparativos dos sistemas passivos e activos testados nas nossas habitações em tempo real. Além disso, através de uma metodologia rigorosa, permitir-nos-á conhecer como evoluem cada uma das variáveis que se mudem e as consequências sobre a demanda energética da habitação experimental.

As características do projecto que fazem com que seja significativo e inovador são:

  • Realiza-se para uma climatologia específica, neste sentido a da região da Extremadura.
  • É destinada a um tipo de edificação e de população específica. É destinado à habitações sociais e, portanto, a um tipo de população de baixa renda.
  • Obter-se-ão dados reais sobre a eficiência dos métodos utilizados da habitação experimental depois de ser comparada com a habitação chamada de “patrón”, cujos sistemas construtivos são os utilizados normalmente na habitação social da Extremadura.

Baixar projecto técnico - em Espanhol (PDF: 43 págs. / 4.47 MB)

Alzados de los demostradores del proyecto.